Cupidos de meia-tigela

Nada na vida de solteiro me irrita mais do que os amigos que querem te arrumar alguém. Assim que você fica solteiro é pior: a cada dois dias querem te empurrar uma pessoa diferente. Com o tempo eles vão sossegando. Mas não muito tempo, claro. Se você começa a se acomodar na vida de solteiro, eles voltam com força total:
— Vou te apresentar uma amiga minha. Você vai gostar.
— Como você sabe que eu vou gostar?
— Ah, ela é a tua cara!
— Então é feia pra diabo, não vou gostar.
— Não, não. Você entendeu. Ela é assim que nem você.
— Assim como?
— Assim, sabe? Meio maluca.
E assim segue a conversa. Eu não sou meio maluco. Aliás, eu não sou nada maluco. E não tenho paciência com gente maluca. Mas como é que eu vou dizer isso? As pessoas ficam ofendidas se você não quer conhecer quem elas querem lhe apresentar. É como se você recusasse um presente, sabe? Então você aceita — muito a contragosto — ser apresentado à tal pessoa. Você chega ao bar (ou outro lugar qualquer) e lá está o amigo (todo orgulhoso de seu talento de cupido, provavelmente já antecipando o batizado do primeiro filho do casal que irá se formar esta noite, ele sendo o padrinho), talvez outras pessoas mais ou menos conhecidas. Sempre casais, que é para forçar bastante a situação. Seu olhar é atraído pela pessoa que você não conhece. Há uma cadeira vazia ao lado dela, é claro, e é ali que você vai passar essa noite de suplícios e constrangimento. Eu odeio essa situação. ODEIO.
Há variações, é claro, mas são sempre ruins. Lembro-me, por exemplo, de uma vez em que eu estava com uma amiga num bar e uma conhecida nossa ligou:
— Marco, onde você está? — falei onde estava — Ah, que bom! Estou indo aí.
— Ah, que legal.
— E estou levando uma pessoa.
A luz vermelha se acendeu na minha cabeça:
— Uma… Pessoa?
— É.
— Que tipo de pessoa?
— A mulher da sua vida.
Medo.
Minutos depois, ela chegou com a tal mulher da minha vida. E eis que era uma velha leitora do blog. Uma mulher que se dizia minha grande fã, e por isso se achava no direito de ditar os rumos disto aqui, e se irritava quando eu escrevia textos mais pessoais. Maluca, totalmente maluca. Mas as pessoas acham que mulheres malucas são “a minha cara”, então lá estava ela, a mulher da minha vida segundo alguém que mal me conhecia.
Foram horas torturantes. Eu, possuído de vez pelo mau humor, ignorava a mulher de forma ostensiva, e me esforçava para manter uma conversa com minha amiga. A tal mulher percebia o meu mal estar, mas não se decidia a ir embora. A garota que a trouxera também percebia, e estava visivelmente sem graça. Ah, meus amigos, aquela noite foi um inferno! Ao final, me despedi com um “tchau” seco e fui embora aliviado.
Eu entendo os cupidos. Sei que há pessoas que precisam dessa forcinha, que se não for assim nunca conhecem ninguém e coisa e tal. Pois bem: não é o meu caso! Eu me viro muito bem nesse departamento. Meu problema não é em arrumar mulheres, é em convencê-las a permanecer. Portanto, sabe aquela sua amiga? Aquela maluquinha? Então: eu não quero conhecê-la. Não quero! Não se sinta ofendido com isso, não ache que é algo pessoal. É uma questão de estatística: de todas as mulheres com que fiquei, só uma foi numa situação assim. E foi um tal desastre, e a mulher era tão maluca, que até hoje eu sou motivo de piada entre meus amigos por algo que aconteceu há dez anos. Eu não quero conhecer sua amiga, ok?
A não ser que ela seja muito gostosa, é claro.

71 comments

  1. Ainda bem que terminou com um: “A não ser que ela seja muito gostosa, é claro”, afinal, a mina pode ser uma anta, mas se for gostosa e tiver um decotão dá pra se distrair enquanto ela fala…

  2. Pra ficar mais legal ainda:
    Junte aos amigos cupidos, preocupadissimos com sua felicidade conjugal, uma familia inconformada com os seguintes ingredientes:
    01 mãe que acha ridiculo ter uma filha ainda solteira (essa e mais dificil de achar no caso de filho homem).
    01 pai que ja queria ter sido avô ha muitos anos.
    01 irmão que não colabora, namora mas não casa logo.
    03 ou 04 tias muito curiosas, cheias de conselhos (e compaixão).
    02 ou 03 primas com cara de modelo, corpo de modelo, meio falsas, que tentam “ajudar” mas se o cara for gato…
    Logo: quem não fica com medo, desenvolve um tipo de “pena”.
    Solteirice garantida!

  3. Ao Ao Ao o Marcão é Viadão!!!!!!
    Q nada use o velho ditame dos machos dominadores… “Oq vale é bola na rede”… ao invés de fechar a porteira escancara e põem um Out-Door….
    “ESTAMOS ADMITINDO”…
    Pega todas…

  4. Marco, a gente só fica irritado com essa situação se a mina é feia e não é gostosa. Mas se vierem me apresentar a CICARELLI eu ficaria igualmente constrangido, POR ELA é claro!

  5. Adorei o corolário. Já bastava.
    Ei, tem um monte de mulher gostosa aqui no Marrocos, as quais, como casado e monógamo assumido, não posso encarar – tá a fim ?? 😉

  6. Eu também odeio isso. Sempre sei que quando me dizem que “fulano é a minha cara”, provavelmente conhecerei a criatura mais lorpa da face da Terra. O problema é que as pessoas cismam em me apresentar a homens bem certinhos, pantufas, que usam gelzinho nos cabelos e calça de prega. Isso prova que os cupidos realmente não me conhecem. E quando começam os “incentivos” então?! “Ah, mas você é muito exigente, não pode ser assim”. Nisso está implícito: sua solteirona do cacete, vai morrer sem se casar. Rá. Eu detesto cupidos.

  7. Vc ta solteiro de novo?
    Pela quantidade de pessoas que gostam de vc acho que podemos dizer que vc nao tem problemas com pessoas. Sabe qual eu acho que eh o problema, e nao seu, mas de todos? Quanto mais velho vc fica menos gente nova voce conhece. E ai voce cai naquela situacao: as que voce queria ficar ja ficou ou ja esta sabendo que nao vai ficar. Eh nesse momento em que amigas de amigos vem a calhar. Sao mulheres que voce nao conhece e que podem ser muito legais. So que tem que ser sem essa preparacao toda, tem que ser sem querer. Esse lance de cupido so atrapalha.

  8. Cupidos são uma bosta, prefiro achar os alvos, aliás, cupidos não são cegos? Ah sim, isso explica o porquê de tanto desatre…na boa, permaneça solteiro e seja muit feliz.(Conselho de uma garota que está louca pra terminar o namoro.)
    by Minie Carol

  9. se não serve amiga, então, eu tenho um amigo que é a tua cara…
    e tem sempre alguém perguntando: “não vai casar não?”. a vontade é responder com outra: “não vai se fuder não?” mas fico satisfeito em perguntar porque é que todo mundo que se fudeu, quer que eu me ferre também???

  10. entendo seus argumentos (aliá, belo depoimento). comigo acontece coisa parecida. sou meio chato com quem não conheço. umas vez, um amigo chegou com um amigo dele que também é meio arredio com estranhos. colocou ele ao meu lado e ficou provocando conversa. eu e o amigo de meu amigo ficávamos nos observando, assustados. só muito tempo depois conseguimos relaxar e chegar perto de uma amizade. será que sou maluco tb? (parabéns pelo blog)

  11. Se você não quer casar, não sinta complexos. Viva a vida da forma que mais lhe agrada e deixe de se preocupar com isso…por que motivo terá de seguir o rebanho casamenteiro?? Não caia nessa!Procure é ser bem feliz á sua maneira!

  12. O duro é quando desistem de apresentar porque sabem que ninguém vai te querer!
    Hanjynha, quanto mais me aproximo do 30º aniversário, mais vejo que as coisas não mudaram muito, e que sim, vou entrar para o hall das ditas “solteironas”. Mas a diferença boa é que agora já podemos sair da casa dos pais antes de casar.. e viver a solteirisse [ solteirice?]. Não que eu ache isso grande vantagem.
    Marco, se um dia eu me apresentar para você, e você notar interesse da minha parte, quero dizer de antemão que eu sempre fui minha pior inimiga! Óquei?

  13. É, Marco
    Já fui taxado de maluco dezenas de vezes, tenho até uma fama já sólida, por serviços prestados. Mas como você não tem nenhuma paciência conosco (os malucos), já estou indo embora, para rasgar dinheiro e comer algum cocô.

  14. Se a mina for gostosa…. O foda é conversar com uma mina que é gostosa e burra como uma porta… Mas como disse outro Faristeu, a gente se destrai olhando….

  15. Sabe, tem uma amiga minha que vc vai AMAR, Marco, é sério.
    Ela vai receber uma cópia desse comment pra ir adiantando o assunto e ensaiando a cara de mau humor.
    Ah, Ela também odeia ser apresentada para outras pessoas, então, já de primeira vc fica a vontade pq ela também não quer conhecer você. É o casal perfeito.
    Marcamos a ponta pra sexta a noite? =)
    bjox e aguardo sua resposta ansiosamente…

  16. *HAHHAHAHHAHHAHAHHAHAHHAHAHHAHAHHA* marcorélio, juro por deus que eu vou achar uma amiga megagostosa pra te apresentar, não com intuito de vê-lo casado, é claro, mas pra você ir se divertindo enquanto a metade da laranja não chega 😀

  17. Bacana é quando um “amigo” seu diz: “Vou sair com minha namorada, mas tem uma prima/amiga/irmã/agregada qualquer dela que vai com a gente. Vem também pra você fazer companhia a ela?”
    Pode saber que a guria é um monstro. Meus amigos são campeões nisso. Quero dizer, eram, quando eu era solteiro.

  18. Hahaha…quase tive um piripaque de tanto rir…comigo isso acontece sempre, mas vem da parte da família, não conseguem entender que posso ser feliz estando sozinho…já tentaram me convencer a ligar pra uma pessoa que nem eles nunca haviam visto, apenas porque a mãe da guria tinha as mesmas preocupações com ela e tinha falado sobre como ela era…então queriam que eu ligasse e marcasse um encontro com uma total desconhecida de todos…nao caio mais nessa

  19. Acho que você está errado, Koréio.
    Quer dizer que você só aceita uma mulher dona de uma beleza absoluta e inquestionável?
    Bah, cê AINDA continua acreditando em foto de mulher pelada…

  20. Crianças…há 21 aninhos, meu melhor amigo, o Hélio, me escreveu:”conheci o cara perfeito prá vc”, fiquei p da vida. Passou um tempo, ele escreveu de novo: “desculpe, o cara não é nada disso”. Aí fiquei curiosa, conhecio o cara (e o Hélio contra: “O cara é muito maluco prá você”. Conclusão já são 21 anos e o Hélio é o padrinho.Fim.

  21. Adriano, não me obrigue a ser extremamente grosseiro com você. Só aprovei seu comentário por consideração, porque você é um cara legal. Mas faça o favor de ler o post antes de comentar, caralho.

  22. Outro dia tinha uma frase de “embrigado de amor” ali no “Credo”. Nesse filme a irmã do cara não queria apresentar uma amiga pra ele? Lembro que ele quebrou uns vidros, disse que não iria à festa, mas quando conheceu a moça, gostou dela.

  23. Nice, mas acontece que ele já tinha visto a moça, sem saber que era amiga da irmã. O interesse já existia, o que torna a situação diferente…
    Ah, e cupido é o fim do que acabou.

  24. Por isso que, numa baladinha, festa ou algo assim, cada um que arrume o seu. Já deixei muita amiga sozinha pra garantir “a minha fatia de bolo”, se quiser vai atrás… rss… Meio “perva” essa frase, mas é real… Nunca fui a encontro arranjado (não que me lembre), e dispenso… Se bem eu eu falo pelos cotovelos, então não teria problema… E aí, quer sair? Hahaha!

  25. Anhhhhhhhhh, depois deste desabafo maravilhoso (já passei por isso!!!) que tal tomarmos um drink quando eu for ai em Sampa einh rsssss (sim!!! é uma cantada ahahahaha)
    bjs, Aline.

  26. O duro é quando o “amigo” te convida pra bala e diz:
    – Vamos lá, vou com uma guria e ela vai levar uma amiga!
    – Mas a amiga é pelo menos bonita?
    – É, ela é “simpática”!
    Esse simpática mata…
    Abraço!

  27. É foda, Titto. É sempre assim:
    – E aí, como é a tal amiga?
    – Ah, ela é bacana. É inteligente, divertida. Cê vai gostar dela.
    – Certo, mas como ela é?
    – Ela é muito legal.
    – Não, cara. Como ela é fisicamente?
    – Ah, ela tem uma grande personalidade.
    Personalidade.
    Leia-se: “ela é feia, provavelmente pesa mais do que você e sua geladeira juntos e não cheira muito bem”.

  28. Olá, jesus do chicote.
    tô querendo uns conselhos aê sobre lance de blog. Dá um take a look depois no seu email, please.
    Meu bloguinho anda sendo devastado por comentários de pessoas que não gostam dele. Em função disso, te mandei um email, de repente vc pode me ajudar!
    Abração

  29. Marco,
    eu descobri que pra convencer o objeto do nosso desejo a ficar, a gente não precisa mudar por fora, mas por dentro.
    É claro que no seu caso tem a tietagem por conta da imaginação de algumas leitoras que projetam fantasias em sua pessoa. O erro é achar que se conhece alguém profundamente através de um blog.
    Isso pode até acontecer, mas não é a regra. Na vida real a dinamica de relacionamentos muda, e a fantasia de alguns desmonta. Aí o problema é de quem fantasiou, e não do blogueiro.
    Quer saber? Porque não deixa acontecer de preferencia fora do circuito blog? Alguém que nunca leu nada seu.Uma pessoa sem idéias preconcebidas.
    Boa sorte!

  30. dae.. tbm acho q deve contar o causo de 10 anos atrás..
    mas no final do texto tu disse tudo….
    aposto q as q te apresentaram e tu num curtiu num faziam teu estilo FISICAMENTE….
    mas o bom mesmo éCONHECER ALGUÉM POR ACASO… tropeçando na rua, comprando pasta de dente, numa fila pra entrevista de emprego..
    a vida é assim…. infinitas possibilidades…

  31. Marco, sabe… profanar o nome do Senhor tem seus empecilhos! Ou, por acaso, você acha que o fato de, mesmo não tendo dificuldade em “arrumar mulheres”, não consegue permanecer com elas por muito tempo por quê? Penitência, é óbvio. O Senhor está, com isso, querendo mostrar-lhe que a “fama” adquirida com a deturpação de Sua palavra é vazia e que não acarreta felicidade duradoura: propicia apenas dor e solidão. Para seu próprio bem, converta-se, por favor.

  32. Sei bem do que você fala.
    Estou solteira faz uns meses e já quiseram me apresentar para uns 15 caras…
    Todo mundo conhece alguém que é a “minha cara”.
    Um porre!!

  33. Nossa, fiquei uns dias sem ler o JMC e tô pasma: como rendeu esse post, né Marco??
    hehe!!!
    Thiagones, depois te passo o mail das minhas primas!
    Tia Cris, vc tá enrolada com isso tudo de primos (as).
    Bjs!

  34. HUahahahahahahahahaha….
    É, sei bem como são essas coisas…
    Agora, fala aí… se a amiga é tão boa, pq é que o cara tenta passar adiante?

  35. Eu tinha um problema assim com umas tias que em todos os casamentos ficavam me dizendo: ” Você é o próximo”. Mas eu acabei com isso de um jeito bem criativo: Comecei a fazer o mesmo com elas nos velórios…

Deixe uma resposta para João Cancelar resposta