Lombo na cerveja

Eu já ia começando o balanço de 2009 quando me lembrei de uma promessa feita no último parágrafo do balanço de 2008:

Hoje vamos à casa de Daniela e Daerson para ver o ano novo começar. Foi um ano agitado para eles também, mas nada que se compare a 2007. Outros amigos vão também, outros casais que passaram por grandes mudanças em 2008. Vou fazer o já famoso lombo na cerveja. Em 2009 eu dou a receita. Por enquanto, feliz ano novo a todos vocês, e obrigado pela paciência.

Pois bem: estamos prestes a voltar à casa do casal, vou preparar o lombo de novo e até agora não dei a receita do lombo na cerveja (ou “Lombo da Galega”, porque foi a Galega que me ensinou). Então vamos lá. É muito fácil.

Tempo de preparo: 14 horas (mas durante 12 horas você não faz nada).
Grau de dificuldade: fácil pra caralho.
Teor de gelamento: moderado.
Serve 1 pessoa de 490 Kg ou 7 pessoas de 70 Kg.

Para começar, os ingredientes:

  • Para fazer o Lombo da Galega, primeiro você vai precisar de um lombo de porco. Vá ao supermercado, açougue, sei lá. Não precisa ser nada muito exagerado. Um lombo de dois quilos já dá carne pacaraio. E nada de comprar aqueles lombos pré-temperados. É só a carne mesmo.
  • Depois, cerveja. Duas latas de cerveja: uma pro lombo, uma pro cozinheiro.
  • 1 xícara de suco de laranja. Isso é importante: é a liga do suco de laranja com a cerveja que vai deixar a carne macia.
  • 1 cebola
  • 4 cravos-da-índia
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • 4 colheres de manteiga
  • sal
  • pimenta

Muito bem. Você também vai precisar de uma tigela grande, pra deixar o lombo de molho, e de uma assadeira, adivinha pra quê. A primeira coisa a fazer é misturar a cerveja, o suco de laranja, o louro e o alho dentro da tijela tigela. Depois você pega os quatro cravos-da-índia, espeta os danados na cebola e bota a cebola já devidamente encravada dentro da tigela.
Pegue o lombo e faça vários furos nele com a faca, que é pra ele chupar o tempero. Esfregue sal e pimenta no bicho, enfie ele na tigela e cubra. Deixe a tigela na geladeira por pelo menos 12 horas. Tempo mais do que suficiente para um intervalo comercial:

Passadas as 12 horas, tire o lombo da tigela mas não jogue fora o caldinho — ele é importante. A essa altura, já é bom deixar o forno aquecendo. Seque o lombo e espalhe manteiga nele. Manteiga, não margarina. Deixa de ser mão-de-vaca. Bote o lombo na assadeira com a capa de gordura pra cima e jogue o caldinho até atingir 1 centímetro de altura — mas não jogue fora o resto do caldinho, caralho. Cubra a assadeira com papel alumínio e leve ao forno. Deixe lá por uma hora, sempre regando com o caldinho.
Depois de uma hora, tire o papel alumínio e deixe assando até dourar. Meia hora deve bastar. Tire o lombo da assadeira e fatie o bicho. Aí vem a parte do molho, que é polêmica.
Segundo a Galega me ensinou, o negócio é acender as bocas do fogão, botar a assadeira em cima, raspar tudo e botar numa panela junto com a cebola encravada. Depois, ferver a mistura, jogar fora os cravos, picar a cebola e servir tudo como um molho.
Só que isso nunca deu certo pra mim: fica só uma coisa gordurenta por cima do lombo, que não acrescenta nada ao sabor do negócio. Minha próxima tentativa — idéia da marida — vai ser de fritar a cebola no azeite, juntar shoyu, pimentão e tomate. Mais fácil, até. Depois eu conto como ficou. E vocês façam o favor de me contar se resolverem preparar o lombo na cerveja. Mandem fotos.

20 comments

  1. Marco:
    Acho que a segunda lata de cerva também vai pro lombo, só que na hora do molho.
    É um procedimento culinário chamado “deglaçar”: na hora de por a assadeira sobre as bocas do fogão e raspar, jogue a segunda lata de breja sobre a assadeira aos poucos, enquanto vai raspando, para soltar o sabor do que está no fundo e terminar de compor o molho.
    Normalmente eu vejo deglaçamento em receitas com vinho, mas vai que dá certo (na verdade, a idéia de deglaçar com cerveja é tão louca que até pode funcionar).
    Boas Festas!

  2. “louro e o alho dentro da tijela. Depois você pega os quatro cravos-da-índia, espeta os danados na cebola e bota a cebola já devidamente encravada dentro da tigela.”
    Então se usa uma tijela e uma tigela? Ai, como eu sou engraçado! Precisa publicar não.

  3. ”Não concordo com nada que dizes, mas apoio incessantemente teu direito de falar. ” – É mais ou menos isso que sentir após ler seu blog, haha. Mas mesmo assim, as postagens cheias de pitadas de bom humor ou humor sádico (?)
    Feliz ano novo!

  4. Olha, eu te confesso q o molho só deu certo na primeira vez q eu fiz – e q foi qdo eu te ensinei. qdo dá certo, fica muito gostoso. acho q dá pra jogar um pouco do caldinho q sobra pra deglaçar, como o Sizenando falou. Fiquei toda prosa com a imortalização do Lombo da Galega neste blog tão ilustre. Um 2010 com tudo de bom pra vc e pra marida. Beijão da Galega

  5. Então, o povo aqui em casa não come carne de porco, só que eu fiz com lagarto (de boi, não é calango não) e ficou uma delícia. Valeu pela dica Marco, Jesus me chicotei não é só humor é culinária também :-)!!!
    Feliz ano novo Marco, pra vc e para a marida. Muitas vitórias nesse ano de 2.010. Vcs merecem.

  6. Olha, como estava dado o grau de dificuldade “fácil pracaraio” eu resolvi tentar já que nem amador eu sou. Ficou legal mas demorei a sacar que o molho é que é o lance. E, no meu caso, uma xícara de suco de laranja e uma latinha, acho, deu pouco. Da próxima (haverá, sim!) vou tentar com 2 garrafas de 600ml de cerveja (meia para o bicho e o resto pra o dono) e uns dois ou três de suco de laranja… Mas ficou bom assim mesmo. Valeu!

  7. “Deixe lá por uma hora, sempre regando com o caldinho.”
    Desculpe, não conheço você, dono do blog, mas esta frase ficou muito hilária! huahuahua
    Aproveito para dizer que achei por acaso seu blog e desde então leio uma coisa ou outra! [não sou muito chegado em ler]… E digo mais, achei engraçado pra caralho algumas postagens!
    Parabéns!

  8. Muito bom! Me fez lembrar de uma receita de lagarto ao vinho que vou ver se desenterro das catacumbas de meu computador…
    Agora não dá mais tempo, mas vou ver se pra semana eu faço. Depois te conto.
    No mais, um excelente 2015 procês!

      1. A Dona Patroa condicionou a permitir uma nova experiência na cozinha somente se eu pintasse a garagem – o que, cá entre nós, não vai rolar! Continuamos em negociações. Mas eu ainda te aviso!

Deixe uma resposta para Jonathan Koji Cancelar resposta