Deixa de ser amargo, velho feladaputa

Hoje, em piulas:

  • Minha sobrinha inventou de jogar joquempô hoje. Durou pouco. Joguei tesoura, ela também. Joguei papel, ela fez um arco com os bracinhos e gritou: “BURACO NEGRO! GANHEI!” Por mais que eu pensasse, não consegui achar nada que vencesse o buraco negro.
  • Eu estava tentando pensar em um texto em que eu usasse a expressão “um lote de bauxita” como tradução de “a lot of bullshit”. Quando inventei, me pareceu genial. Aí falei em voz alta e vi que não tinha graça nenhuma. Fiquei triste.
  • Sabe aquelas piadas que começam falando em “droga”, dando a entender que se trata de substância entorpecente, mas na verdade se trata de uma banda, um time de futebol, um político etc? Tipo: “Resolvi parar com as drogas. Comecei dando ao porteiro minha camisa do Corinthians”. Sabe? Então. O negócio da piada é ter uma virada surpreendente. Essas piadas não surpreendem mais ninguém. Já eram velhas no tempo do Barão de Itararé.
  • Falando nisso, não agüento mais piada com a Preta Gil e o Rubens Barrichello.
  • Eu queria ouvir, ler e ver mais piadas ofensivas. Piadas racistas, piadas com aleijado, piadas com religião. Quando dizem “com isso não se brinca” é porque o assunto oferece muito material pra quem quiser fazer graça. Além do mais, quem fala “com isso não se brinca” é sempre profundamente babaca. Repare.
  • O título deste post tem nada a ver com o conteúdo.

32 comments

  1. Se eu escrever sobre isso (o último bullet), já que o texto tá aqui praticamente pronto, vai parecer que eu copiei. Copiar você nem me faz sentir menor, então que se foda. Eu também tou cansada de tanta delicadeza fresca, de uma “educação” que vai gerar gente frustrada, que engole qualquer coisa e sem o menor senso de humor – e, exatamente por isso, gente muito perigosa.
    E nada vence o buraco negro. Sua sobrinha é foda!

  2. Bem piada racista, vindo de uma familia de alemão do sul eu tenho um monte, ai vão as minhas favoritas:
    P:Sabe qual a diferença entre um judeu e uma pizza??
    R: A pizza não grita quando vai pro forno
    P:Qual a diferença entre um bom e um mal Judeu?
    R:Tempo de cozimento
    P:Quando preto tem ventilador de teto?
    R:Quando o Helicptero da PM passa por cima da favela
    P:Quem e mais parecido com o Macaco, o branco ou o preto?
    R:O branco, ate porque o preto e identico.
    Aos meu amigos do Blog, por favor não se ofendam, isso foram piadas, assim como eu tenho que ouvir o ano inteiro piadas de gauchos de colonia, ou intão piada de gordo deviddo a minha fofulencia xD( a diferença e que eu não posso processar ninguem =/)

  3. É nessas horas que ser ateu é ruim Marco Aurélio.
    Quando a sua sobrinha fez o buraco negro, você poderia ter feito uma mímica qualquer e dito “DEUS! Ganhei!”
    Mas eu sei que isso vai contra a sua religião :-)))

  4. Imagine que eu trabalho SÓ com pessoas que falam “com isso não se brinca” para tudo que eu falo. Ou todos são babacas, ou eu sou o maior deles 🙂
    Mas ninguém ganha do meu primo que faz piada com aids…. da irmã dele =D Sério…

  5. 1) Eu juro que eu ri mt do “a lot of bullshit” = “um lote de bauxita”!
    2) Ainda fazem piada com a Preta Gil? Oo
    3) Sua sobrinha é o máximo! xD Eu na idade dela não fazia a mínima idéia do que era um buraco negro e muito menos seria malandra o suficiente para usá-lo no joquempô.

  6. Sobre esse fenomeno que eu chamo de bundalização, tem esse vídeo do George Carling que resume muito bem minha opinião
    http://vids.myspace.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&videoid=7313467
    deixo também minha piada preferida
    Um sugeito esta no bar e pergunta para o outro
    – Você é racista?
    – Não, só não gosto de alemão.
    – De alemão, como assim?
    – É que eles disseram que iam acabar com a judeuzada e fizeram um trabalho de preto.

  7. Tenho um sobrinho de 1 ano e 10 meses que já dá respostas supreendentes, imagina quando tiver com 5 anos… =)
    Ahh.. vi vc ontem, em imagens dos bastidores do CQC, num programa que passa dentro do avião da TAM, tá ficando famoso hein!!
    bjos

  8. Você conta uma piada e o sujeito cai na gargalhada, até chora, e depois enxuga as lágrimas, pensa melhor e te diz, “Com isso não se brinca.” Significa que você soube contar uma boa piada. Segundo meu amigo Freud, o piadista nos permite gozar ao fazer alguma coisa horrível, tipo botar pimenta no cu da nossa mãe para deixar nosso pai de pau ardendo, porque o piadista vai nos levando à ação sem que nossos censor interno (o superego) perceba. Quando chega a virada surpreendente e o superego percebe o que aconteceu, já era. Já gozamos. E aí ficamos envergonhados: caramba, como raios colocaríamos pimenta no cu da nossa mãe, em primeiro lugar? E quem disse que meus pais faziam sexo anal, em segundo? Aí dizemos, em tom de reprimenda, “Com isso não se brinca.” É o atestado de qualidade do piadista.

  9. A piada de drogas agora deve ser: Resolvi parar com as drogas, a cocaína estava fazendo os pelos do meu nariz caírem.
    A piada continua sem graça, mas pelo menos vai ser imprevisível.

  10. Não sou de comentar mas…
    VOCÊ VOLTOU!!!! QUE MARAVILHA!!!!
    E tenho 2 motivos. Um é: Você voltou! kkkk Pra mim sua volta foi hoje, já que desde que o blog foi morto, eu não passava por aqui. Que bom… assim como Jesus, só que depois de mais de três meses, e não três dias, ele ressucitou.
    Desde que você se despediu, eu me despedi tb, mas o “Jesus, me chicoteia”! sempre esteve na minha boca, no bom sentido. E o outro é… posso te perturbar? Se você me permitir, preciso de tua ajuda com minha monografia. É possível? Responde aqui, pelo mail ou pelo twitter que eu te explico tudo.
    Beijos!!! Parabéns pelo “retorno” e pela sobrinha. 😉

  11. kkk costumam dizer que eu sou a personificação do “perde o amigo, mas não perde a piada!!!” Odeio a frase “com isso não se brinca” kkk Aí é que acho que o assunto vai render boas piadas, mesmo!! Brinco… dou risadas e provoca muita risada até com o Alzheimer do meu pai!! Tudo fica mais fácil quando vc consegue rir e fazer rir!!

Deixe uma resposta para Badá Cancelar resposta