A melhor invenção do mundo

A felicidade do CPAP


Esse trambolho no meio da cara do gordão aí do lado é a melhor invenção do mundo — embora a cara do gordão faça parecer que não. O nome do troço é aparelho de CPAP (Continuous Positive Airway Pressure, ou pressão positiva contínua das vias aéreas). O que vai na cara aí do sujeito é só a máscara; um tubo liga a máscara a um aparelho que fica soprando dentro do nariz do infeliz.
Logo depois da minha primeira polissonografia, que constatou um recorde mundial de apnéia, eu já sabia que ia precisar usar o aparelho. Pesquisei na internet, achei fotos como essa aí e fiquei preocupado: como é que eu ia dormir com essa tromba na minha cara? O que faria minha esposa ao acordar no meio da noite e dar de cara com o Darth Vader?
Então foi com pensamentos sombrios que cheguei anteontem de mala e cuia ao hospital Rubem Berta para a segunda polissonografia. Dessa vez, o exame teria uma diferença: eu ia dormir com o CPAP para determinar a pressão correta do aparelho que vou usar.
Bom, o Rubem Berta tem algumas vantagens em relação ao CEMA, onde eu fiz o primeiro exame. O atendimento é mais rápido, as pessoas são mais simpáticas e as enfermeiras são mais gostosas. Tem TV a cabo, então fiquei assistindo Discovery Channel enquanto não vinham me botar eletrodos pelo corpo. Quando eu começava a ficar fascinado com a vida empolgante dos estromatólitos, duas enfermeiras — uma morena e uma loira que nem te conto — chegaram para me amarrar, amordaçar e surrar por ser um menino mau, muito mau.
Olá, enfermeira!

Olá, enfermeira!


Tá, mentira. Elas mal falaram comigo. Me mandaram sentar numa cadeira, grudaram eletrodos na minha cabeça, no peito, na barriga, nas pernas. Mandaram deitar na cama de novo e saíram. Minutos depois (vocês sabiam que os estromatólitos foram a forma dominante de vida na Terra durante dois bilhões de anos?) a loira voltou com a máscara do CPAP e eu me preparei para uma noite insone.
A máscara era mais trambolhuda do que a do gordão ali em cima. “Segura a máscara no nariz pra ir se acostumando”, disse a loira, “daqui a pouco eu volto pra te amarrar, digo, pra amarrar a máscara.” Eu, obediente, fiquei segurando a tromba contra a cara, aquele negócio assoprando dentro do meu nariz, fios pelo corpo todo. Quarto estranho, cama estranha, travesseiro estranho. Suspirei de resignação.
Logo a loira voltou para prender a máscara. Perguntei a ela o que faria se precisasse ir ao banheiro — longe de mim passar pelo vexame do papagaio de novo. “Aperta o botão”. Ela disse “boa noite”, apagou a luz e saiu. Sozinho no quarto, deitado de barriga para cima, pensei: “Nem fodendo que eu vou conseguir dormZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…”
Eu não sei descrever o que aconteceu em seguida. Bom, se você respira durante a noite deve achar a coisa mais normal do mundo. Mas eu, que sempre precisei escolher entre dormir ou respirar, tive a melhor noite de sono da minha vida.
Porque, vejam, o sono é como uma sessão de mergulho. Você começa na superfície, vai afundando, afundando, afundando. Depois você volta, chega perto da superfície, e começa tudo de novo. O sono tem fases mais superficiais e mais profundas, e elas se sucedem em ciclos. As pessoas normais mergulham de escafandro: por mais que afundem, têm sempre algum oxigênio vindo da superfície. Quem sofre de apnéia fica o tempo todo perto da superfície, de pés-de-pato e snorkel, saindo à tona toda hora para respirar.
Com o CPAP, parecia que tinham me dado um cilindro de oxigênio. Eu comecei a sonhar que estava em Santos, jogando futebol na praia, e depois ia para um bar. Numa noite normal, o sonho terminaria aí: eu acordaria desesperado por oxigênio, resfolegando e com a boca seca. Levantaria para tomar um copo d’água. Depois do segundo copo, eu começaria a levantar de hora em hora para mijar e beber mais água.
Com o CPAP, meu inconsciente endoidou. Eu saí do bar e não acordei, então o inconsciente botou o Thunderbird (sim, aquele VJ da MTV) para me seguir e dizer que eu tinha saído sem pagar. Voltei para o bar, paguei e o inconsciente ficou lá esperando. Nada aconteceu, então ele foi inventando: fui seqüestrado, minha família toda foi seqüestrada, meu irmão fugiu, meu irmão voltou, os seqüestradores me levaram para um ponto de ônibus, o Romeu Tuma estava lá e prendeu os caras, eu voltei para onde estava (um hospital) para procurar minha família…

Nem é tão ruim assim, vá.


Só acordei porque meu celular tocou. Fiquei preocupado, toquei a campainha, veio a loira. Ela tirou a minha máscara e eu pedi o telefone. Achei que fossem quatro da manhã. Ainda não era meia-noite. Ana Cartola tinha telefonado por engano.
Voltei a dormir, vieram outros sonhos com falhas de continuidade. Depois de muito tempo, a loira veio me acordar. Eram cinco e meia da manhã; eu sentia como se tivesse dormido doze ou catorze horas seguidas.
Agora é esperar o resultado do exame, passar pelo médico e decidir que tipo de CPAP vou usar. Porque isso já está decidido: eu vou usar o trambolho. Para o resto da vida, se for necessário.

34 comments

  1. Meu pai usa esse aparelho há +- 2 meses. Ele diz que agora já não consegue dormir sem a máscara, que é ótimo depois que acostuma. E quanto ao mau-humor, melhor uns 200%!
    Tomara que dê certo pra vc.

  2. Bom…apesar de toda mega produção da segunda fotinho, nada me convence de que dormir de barriga pra cima é algo bom…
    Se bem que a gente se acostuma á praticamente quase tudo…
    Mas quem tem que se acostumar mesmo com isso é a Ana…
    Porque enquanto você vai ter mil e um sonhos ininterruptos com a nova parafernalia, é ela quem vai dormir e acordar com o “Mr Trombinha “do lado.
    Já tô imaginando os sustos….
    Mas é a lei da compensação…..
    O amor é lindiuuuuuuuu….
    Tirando as brincadeiras, boa sorte e bons sonhos.

  3. Legal… Se um dia eu dormir do seu lado de novo, não vou ter que ficar apavorado com aqueles ruídos que você emitia quando ficava sem ar… Parecia um gato sendo esfolado vivo…

  4. Marco Aurélio,
    Cá entre nós, ainda bem que você não é mulher, senão a gente ia acompanhar tudo que acontecesse durante os nove meses e ainda ia ter que aguentar a sua descrição, nos mínimos detalhes, do parto. kkkk Boa sorte aí com o tal trambolho.

  5. Caro Marco Aurélio,
    Se ainda existir alguma dúvida de que esse aparelho vai ser uma ENORME fonte de benefícios para a vida íntima do casal, aqui vai uma notícia:
    Tenho um primo que também teve e aderir ao CPAP. A coisa foi tão boa para a esposa dele que ela exige que ele use mesmo quando ele está de saco cheio do troço. Longas noites de sono tranquilo, sem o pequeno mastodonte (ele tem uns 80 kg a mais que ela) que se debatia com apnéia.
    É quase um afrodisíaco.
    (quase…)
    Um abraço

  6. Eu estou usando CPAP faz uns dois anos. No começo também pensei que ia ser difícil acostumar a dormir com aquilo, mas descobri que oxigênio faz um bem danado e ajuda a gente a se adaptar rápido.
    Nas primeiras semanas também tem um efeito interessante. Quando teu corpo repousa de verdade, e com a oxigenação normal, todos os órgãos funcionam melhor e há uma série de hormônios que passam a ser produzidos em maior quantidade. Isso somado ao fato de que você está realmente relaxado… bom o fato é que a libido tem um aumento, principalmente pela manhã.
    Tua esposa pode até demorar pra acostumar a te ver com a máscara… mas com certeza ela vai admitir que tem suas vantagens.
    No meu caso, sou solteiro, então você já imagina a situação.
    Boa sorte com o tratamento.

  7. Sempre leio seu blog, mas acho que nunca comentei.
    Você é mesmo muito competente, seu texto é bão demais.
    Sobre o CPAP, meu ex-marido comprou, usou e foi excelente, hoje não usa mais, melhorou bastante com a perda de peso.
    Se vc for comprar um, que é bem caro, e quiser um usado em bom estado, entre em contato comigo, ok?
    Beijos na esposa também, adoro o blog dela…

  8. Adorei o post, a realidade dos fatos me fez rir pacas.
    Vou mostrar o texto pro meu marido… ele está precisando, conseqüentemente eu também.
    Boa sorte.

  9. Aê Marcolino!
    Que venham as noites boas de sono.
    Ah, mas o fato de “perder o amigo e não perder a piada”
    me fez pensar na música: Olha o passo do elefantinho… hehehehe
    AMIGO, AMIGO…
    E nada de outras piadas com tromba, pq já pensei em várias HUMPT hehehehe
    Bjs, Bobbie.

  10. Cara, ALGUNS casos de apnéia podem ser resolvidos ou atenuados com odontologia. Existem pessoas retrognatas, que possuem a mandibula muito “pra tras” aquelas pessoas que ficam com queixinho pequeno. O avanço da mandíbula ajuda a liberação da passagem do ar. Melhora a oclusão e fica mais bonito hehehe.
    Não custa pesquisar.
    Abraço

  11. Você falou tão bem do negócio que eu tô até pensando em usar, mesmo sem precisar. 😛
    Ah, eu assisti esse programa dos estromatólitos. Se for o mesmo que eu vi, eles foram responsáveis por todo o oxigênio inicial de nossa atmosfera e são uma colônia de cianobactérias… No começo o oxigênio liberado reagia com o ferro contido na água e daí formava-se ferrugem e acumulando no fundo do oceano, produzindo toneladas e toneladas de hidróxido de ferro (todo o ferro extraído hoje das jazidas deve-se indiretamente às cianos bactérias). Apenas depois de todo o ferro ter reagido com o oxigênio, o gás começou a conseguir se acumular na atmosfera. A maior aglomeração de estromatólitos (de acordo com o programa) encontra-se em alguma praia da Austrália. Não me lembro mais do nome, mas aí já ia ser demais…

  12. Meu! Cê acredita que essa sua história me comoveu???? Dormir é das melhores coisas do mundo e eu saquei, pela sua narrativa, que você nem fazia idéia do que era isso e que suas noites eram desprovidas desse prazer!
    Meu querido, super benvindo ao maravilhoso mundo do soninho!!!

  13. Tem quase tres anos que uso a mascara, levei 5 dias pra me adaptar, tinha uma sensacao muito ruim no inicio, claustrofobico, mas um dia aconteceu exatamente o que vc descreveu, eu fechei o olho e quando acordei era de dia, fiquei boba! no outro dia a mesma coisa, ai foi ficando muito bom, hoje em dia eu nao durmo mais na casa de ninguem se fico ate tarde, vou pra casa pq sem a mascara eu sei que nao vou dormir direito e a sensacao de ficar sem ar e acordar com oo proprio ronco ou com dor de garganta e horrivel. Vc ja deve esta usando seu CPAP, escolha bem a mascara, algumas sao bem desconfortaveis.
    Pra moçå ai acima que disse que vc precisava emagrecer, eu digo que nem sempre a obesidade tem culpa da apneia, pois a causa dela sao varias, tem bebe com apneia, magrelos, pessoas com problemas de desvio de septo, alem dos problemas quimicos do cerrebro que as vzs por mal funcionamento esquece que tem que respeirar durante o sono. Sara, vc esta mal informada e eh muito preconceituosa.

  14. Gente…eu fiz a polissonografia e o resultado deu BASTANTE GRAVE…ai a dois dias fiz novemente com CPAP e confesso estou meio apavorado. Quando a enfermeira colocou aquela mascara no meu nariz e ligou aquilo de uma vez…eu fiquei com fobia, apavorado com aquele ar…a sensação era de sufocamento e quando vi a enfermeira saindo do quarto chamei ela e pensei em largar tudo e ir embora, não fazer o tal exame.
    Ai sentei na cama e aos poucos fui “acostumando” com aquela situação mas demorei muito a pegar no sono …durmi muito mal porque tinha a máscara e ainda aquele tanto de fio ligado por todo lado…confesso que não foi uma noite legal.
    E agora toda vez que penso no CPAP fico muito ansioso e com muito medo de não me acostumar.

  15. Meu caro, Darth Vader, elefante, eu já havia feito algumas destas comparações, mas seu texto foi perfeito!
    Estou há ~1 semana com o danado, dormindo ~4 horas por noite.
    Espero ter uma vida normal em breve, pois dormir mal e pouco é ruim demais da conta. Vivo assim desde 2007 e lá se vão 3 anos, mas estou certo que a minha nova tromba vai me tirar dessa vida.
    Abraço e parabéns pelo bom humor e pelo talento para a escrita!
    Claudio.

  16. Meu marido começou a usar o CPAP há 2 dias ! Ele tem apneia leve, mas o barulho do ronco me incomodava muito e eu nao conseguia dormir.
    No 1o.dia com CPAP eu não consegui dormir por causa do barulho do aparelho, fiquei preocupada pois já tinha gasto o dinheiro que não é barato.
    No 2o. dia ele deu um jeito de abafar o barulho do mesmo e começou a se entender com a mascara. Estamos adorando ! para mim foi um alivio enorme poder dormir sem o barulho do ronco e para ele também pois está dormindo bem melhor sem minhas cotoveladas na costela !
    Ah, ele tinha desvio do septo e antes de usar a mascara fez a cirurgia e foi tudo de bom, está respirando bem melhor !
    Enfim, o CPAP é ótimo ! Só cuidado com a mascara, compre a melhor, pois é que nem um calçado !
    Valeu pelo seu texto, está ótimo !

  17. Não é caldinho comprei esta cangalha cara e recém foi minha primeira noite quase não dormi nada, acordei virado num bagulho rebolando a noite inteirinha bebendo água e mijando além de parecer que tem um roncando no meu lado, faz um barulho danado da minha respiração no tubo, parece que tu ta ainda com cordão umbilical, tomara que consiga me adaptar a esta parafernália, daqui uns dias volto para contar como esta minha linda história de amor com minha tromba!

  18. Comecei a usar o meu ontem, dia 20/07/2015, uma noite deliciosa de sono, sem cotoveladas nas costelas a cada 5 minutos. Quanto tempo perdido.

  19. Fiz minha primeira polissonografia mês passado e diagnosticou muita apneia, amanha vou fazer a segunda polissonografia com o CPAP, volto depois pra contar como foi.

Deixe uma resposta para Brunomra Cancelar resposta