De repente

Fui a uma coletiva de imprensa da Claro hoje. O ponto alto foi um colega jornalista que não conseguia pedir o táxi para voltar à labuta porque seu celular estava sem sinal. Operadora: Claro. Ainda disse a ele para reclamar diretamente com os manda-chuvas da empresa, que estavam logo ali, mas ele achou melhor não vexar os sujeitos.
Fora isso, conheci um dos cara que mantêm o De Repente, um blog bem interessante sobre tecnologia, colaboração e outras traquitanas. Leiam lá.
Aliás, leiam tudo, porque esta semana eu devo sumir do blog. Vida de casadoiro com emprego novo e às vésperas de uma viagem é muito corrida, eu lhes digo.

8 comments

  1. Oba, curta Orlando! Você vai falar mais espanhol lá do que qualquer outra língua, mas vai fundo… Vale a pena. Boa viagem!
    Ih, a Claro tá no escuro, viu? É um pavor. Fui cliente por um mês, larguei, nunca mais eu volto, nem de graça. Além de mais cara, o sinal é muito pessimamente horroroso, vacilante e horripilante. A tal da banda larga 3G deles é a maior lorota. Amigas minhas instalaram e não conseguiram usar *nem dentro da loja*.

  2. Primeiro comentário!
    Primeiramente, parabéns pelo blog. MUITO BOM MESMO!
    ehehhehe
    Mas aí, a pessoa ir numa reunião da Claro e o celular Claro ficar sem sinal é de lascar…

  3. Oba. Pode aproveitar que tu falou da Claro pra dizer “O CLARO 3G NÃO FUNCIONA!!!”? É que pago $100 por mês pra ser cobaia dessa enganação e a única coisa que me resta é fazer propaganda negativa sempre que tenho oportunidade. 70% das vezes não conecta e 30% conecta numa velocidade ridícula. E quando conecta numa velocidade ridícula, 100% das vezes fica caindo toda hora. E quando se tenta reclamar, 90% das vezes o SAC não atende e 10% cai no departamento de vendas, em vez do de reclamações. Fujam disso.

Deixe uma resposta para Flavio Sartori Cancelar resposta