Do tempo do blog em branco e preto

Andando ontem pela Paulista, encontrei Rafael Capanema.

RAFAEL CAPANEMA!

Nos idos de 2002 — naquela época blog era ao vivo, não tinha videotape, e era tudo em preto e branco, todo mundo muito amador — a mera menção ao nome e, principalmente, ao sobrenome, fazia a blogosfera nacional tremer. A blogosfera nacional de então cabia numa Kombi (com Sergio Faria de motorista, provavelmente), mas ainda sim era um feito e tanto. Rafael e seu primo Thiago eram os enfants terribles da primeira geração blogueira, e aos 16 anos de idade tinham mais talento do que toda a Academia Brasileira de Letras reunida — não que isso seja vantagem, pobres velhinhos.
O negócio é que, ao encontrar o meu querido amigo Rafael, me bateu uma saudade desgranhenta daquele tempo. Ele, Thiago, Pedro Nunes, Daniel Lima, moskito, boo (e mais tarde a Fer) tiveram a generosidade de aceitar minha convivência, mesmo sendo eles jovens e cheios de energia, e eu um careca à beira da crise dos trinta. Aprendi muito com eles, e de cada um deles roubei alguma coisinha: um trejeito de texto, uma interjeição, um trocadilho besta, uma inversão de frase. Saudade desse tempo em que cada post era forrado de links para os blogs dos outros componentes da panelinha.
Este não é, porém, um post nostálgico. O negócio é que ontem o Rafael me disse que tem vontade de voltar a manter um blog. Queira Deus que ele volte, e que encoraje outros velhos paneleiros (eu inclusive) a voltar à carga de antigamente.

40 comments

  1. Cara, acho que o Rafael e o Thiago, por serem os precursores dessa cambada de vagabundos que nós éramos, mantinham as engrenagens em movimento. Quando pararam, fodeu-se tudo.
    Pois que voltem. Voltemos. Faz tempo que não me divirto na internet como me divertia naquela época, mesmo que atualmente tenhamos o filme do Batima (que você quer, sua velha puta?) e o flash do Daileon (cu no pau há!).
    Pra ser mais exato, não me divirto tanto desde… bom… desde aquela época.

  2. De fato, o que foi comentado na revista época de 31 de julho é verdade.
    Muito bom seu blog, tanto é que irei me espelhar em alguns termos assaz perpicazes ao meu ver.
    sou totalmente amador nessa vida de blogueiro, mas temos que começar de algum lugar né?!
    =D nänk!

  3. Escrever, escrever,… [tosse de velho] …como é que faz mesmo? Bíblia? Ah, sim, [mexendo o indicador em ritmo parkinsoniano] tinha aquele menino comoequémesmonomedele? que escrevia uma Bíblia muito bem…

  4. Perdemo o norte. A gente escrevia 17 textos por dia porque escreviamos para a panela. E os visitantes vinham pra ver o que tava rolando na panela. Agora todo mundo tem blog e direito a fazer a sua própria panela. Se o Capanema voltar, eu volto também. HAHA

  5. sim sim sim…
    Naquela época, tempos depois de ter conhecido essa jossa aqui, entrei para uma panela de blogs também. Nesta mesma época fizemos festas, putarias, zonas e mais um monte de baboseiras brasileiras que podíamos fazer.
    Saudades daquele tempo também. Hoje, meu “blog”, se aquilo ainda for um blog, serve no máximo como saco de pancadas. E olhe lá.
    Se eles voltarem, vou voltar a me divertir apenas nas leituras, ao invés de se divertir nas escritas, como voces faziam.
    Voltem seus putos.

  6. …outros velhos paneleiros (eu inclusive) a voltar à carga
    PANELEIROS??? eheheheheheh
    não sabia… com namorada… nem desconfiava…
    brincadeira… mas volte à carga, com a bíblia, sim…

  7. A culpa é do Orkut!
    Antes escrevíamos blogs para comer a mulherada, nos drogramos e cometermos pequenos furtos nos Mini-Markets durante a madrugada. Daí surgiu o Orkut e todo mundo percebeu que não precisava criar nenhum tipo de conteúdo de qualidade na rede para fazer essas coisas. Bastava fazer um scrap qualquer que você conseguia comer quem você quisesse. Ou visitar as comunidades certas e conseguir qualquer tipo de droga que quisesse bem debaixo do bigode da polícia federal. Ou… bem, a parte de roubar Mini-Market nunca teve nada com essa história de blog mesmo. Era coisa de juventude transviada mesmo…

  8. Eu leio aos blogs da panelinha desde o começo (acho) e aquela dinâmica precisa mesmo voltar! Era hilário quando as pessoas fingiam pecuínhas e discutiam por dias assuntos besta!
    O Thiago Capanema TEM quem voltar, aliás. Sou fã desse menino desde pequininha!! hahahaha

  9. A culpa é parcelada 50% do Orkut e 50% do Marco, que não fez mais as festas de aniversário.
    Pois, veja bem, por mais que usassemos os blogs pra pegar mulher, a gente só conseguia pegar de verdade quando ia nas festas do JMC.

  10. Pô…
    Capanema voltar ia ser foda…
    Mas, cara… olha o Daerson ai em cima…
    SE O DAERSON VOLTAR (COM QUALQUER UM DOS SEUS UM MILHÃO DE BLOGS) caramba…
    Eu juro que volto a ser um comentar assíduo, até hoje ainda tenho e-mail do marco em algum lugar do passado…
    Discutindo sobre Ketchup na Pizza…
    Hahahaha…
    Aqueles sim eram bons tempos…
    Uns sabiam escrever… outros comentar… e ninguem ficava pedindo pra visitar a porra do link do seu próprio blog… as pessoas só se divertiam e pronto!

  11. Lembro com carinho das festas do JMC. Conheci toda a saudosa Penela nesses encontros blogueiros. Se as pessoas voltassem, seria ótimo. Melhor ainda se o Capanema retomasse a lide blogueira… Bons tempos aqueles dos blogs em branco e preto.
    =)

  12. Uma vez me perguntaram onde eu aprendi a escrever. E eu respondi “lendo uns blogs do pessoal que sabe ler”. Ae o professor viu que eu era bem vagabundo, mesmo. Era o “…Paquiderme” e o “Genérico Incolor”, umas 3 vezes por dia. Hahaha!

  13. eu ainda uso esta blogueria em rodas de cerveja para me vangloriar de um dia ter sido “arroz” na festa de dois anos.
    festa de cinco anos de JMC, e aí?
    CINCO ANOS, MARCO AURÉLIO!

  14. Bons tempos da internet a lenha… Era a época do blog-arte, do blog-moleque, do blog-de-várzea… Tempos que não voltam mais… E obrigado por ter colocado o link pro blog do Daniel, que eu perdi e não encontrei mais… Outra coisa – sem querer fazer propaganda, você sabe que eu não sou disso… – dá um pulo no Leite de Pato e vê o post sobre o Blog Novela. Não sei, mas acho que você gostaria de participar ou dar palpites…

  15. “Ontem eu não comi pão com manteiga na chapa, mas comi hoje, às 16h26min. Utilizei pão da padaria Nova Tatuapé, manteiga Aviação e sal Cisne.”
    Diário do Pão com Manteiga na Chapa: Blog genial!

  16. O Thiago infelizmente faleceu de complicações decorrentes da tunerculose crônica renal.
    Típico das pessoas que estão nessa vida pra zoar.
    Não sigam o exemplo.

  17. putz! época boa!
    pulei de cabeça na blogosfera em 2001, com 14 aninhos… larguei os gibis da turma da mônica pra ler as tosquices do Pic-céu e Cocô de Lhama. Vê que saudável!
    x~)
    abraço!

Deixe uma resposta para Fer Cancelar resposta