47 comments

  1. Acho que até funcionaria. Mas se até agora você viveu sem essa informação, de que adianta tê-la agora? E mais. Se você ainda não sabe quem é (tá bom, que vocação tem), com toda essa idade, como você acha que vai descobrir agora? Aliás, como vc conseguiu viver assim até agora?

  2. Aos 3.0 o que não tá valendo mais, meu contemporâneo, é acreditar em uma vocação estática. Vocação certa só se for nascer, crescer, multiplicar e morrer. Como você tá no meio, enchei a terra e multiplicai-vos óh profeta apócrifo. Fui.

  3. É logico que nunca é tarde, tente todas as vezes que for possível, a vida é sempre o recomeço de tudo aproveite a cada minuto e será bem feliz.
    Depois dos 30 as coisas ficam mais facil e sem cobranças dos pais.

  4. Acredite se quiser, o que funcionou para mim foi uma mistura de Mapa Astral, Terapia e uma namorada maravilhosa. Se dependesse de testes vocacionais eu estaria cortando os pulsos hoje…

  5. Se você for um cara facilmente sugestionável talvez sirva para te frustrar ou pra empolgar ainda mais.
    Bem, talvez isso também ocorra lá pela adolescência.
    É mais interessante seguir fazendo merda mesmo… até acertar a porta certa. No final das contas se não conseguir, você ainda pode dizer no leito de morte, eu tentei, eu tentei!!

  6. Uma pessoa que consegue em um blog, com uma única pergunta, a atenção de 22 pessoas (me incluí nesse número), já sabe qual é a sua vocação: escrever muito, para nosso deleite e prazer. Aliás, ler o que você escreve é agradável até quando você tenta ser desagradável, como no post do dia 20.02.05.

  7. Se você não sabe o que quer da vida, não é um teste desses que vai te ajudar!
    Mas se descobrir uma forma de fazer isso, me avise. Mesmo aos 26 estou com problemas sérios…

  8. Se tem ou não, eu não sei, mas se não te convencer, sempre tem os dados, bem-me-quer-mal-me-quer, cara e coroa, mapa astral e tantos outros artifícios que muita gente anda usando por aí pra dizer o que você pode fazer.

  9. Hum… acho que ajuda, mas tão pouco que é dispensável. Tenho que começar a pensar nisso, mas não quero… Quanto a você, concordo com a guria de cima: sua vocação é escrever. Nem precisa de teste algum. 😉

  10. Fiz um teste desses certa vez… Custou caro e tomou muito tempo, para no final eu descobrir o que ja sabia: que tinha enfiado na minha cabeça o caminho a seguir e, se o teste indicasse o contrario, seguiria do mesmo jeito. Entrei na facul e me fodi. 5 anos mais tarde mudei de rumo, dessa vez sem sequer pensar em fazer um teste vocacional, e estou contente com a escolha. Tudo isso para te dizer que a precisão desses testes é proporcional ao seu grau de decisão, ou seja: eles não são nada confiaveis. Quer uma dica melhor? Tente achar o que esta entalado na sua vida e resolva… Como disse minha mãe, psicologa Junguiana: “So tem dois bons psicologos na vida: o porrete e a cachaça…” (ou talvez tenha sido o Alborghetti).
    O resto é feng shui.

  11. Eu lembro de um caso em que um rapaz em idade de prestar vestibular estava indeciso quanto à carreira a seguir, então seus pais o mandaram fazer o teste vocacional. O resultado do teste foi que ele estava indeciso. (acho que não era este o termo, mas era esta a idéia)

  12. Eu sei lá…
    Certa vez fiz um teste desses e fui respondendo para tentar ludibriar a psicóloga. Respondi coisas absurdas, algumas que eu nunca tinha feito ou gostado e pra minha surpresa descobri que eu JÁ estava no emprego certio, segundo a mesma!
    Aff

  13. Não, eu não sei o que eu quero. Escrever O QUÊ? Pra QUEM? Ganhar dinheiro com isso COMO? Só ali na barra da direita, sob o título de Profetas, vocês podem visitar alguns blogs de gente que escreve muito melhor do que eu. Então porque justamente EU teria a pretensão de viver disso?

  14. Rabi. As pessoas mais legais que conheço não sabem o quer (e isso me inclui) faz q nem a gente faz com mulher, vai experimentando até achar algo que valha a pena. Se vc não achar… aí fodeu…

  15. Nâo é questão de ser melhor. É questão de ser. E é ser em espírito e em verdade, ou seja, dentro e sem máscaras. Esses são os que vencem mesmos sendo “perdedores”. Que tal não andar ansioso? Já viu os lírios do campo? Ganhar e perder, bem e mal, vida e morte são contingências passageiras. Mas, o Ser, esse é eterno. abraço.

  16. Nãããã. Isso de teste vocacional não serve nem quando se tem 17 anos e vai prestar vestibular, imagina com 30, quando o sujeito já tá carregadinho de um monte de coisas no cabeção. Mas, vc quer saber se tem tendência a q profissão?
    Ah, a propó, adoro vc! bjoss

Deixe uma resposta para worm Cancelar resposta