A morte de Sansão

(Juízes 16:21-31)
Sansão acreditava mesmo que poderia vencer os filisteus mais uma vez. Mas não contava com um fator: Javé o havia abandonado. Ele já quebrara seu voto de nazireu uma vez, ao tocar o cadáver do leão, e tinha acabado de quebrá-lo de novo, tendo os cabelos cortados. Não foi ele quem cortou os cabelos, foi enganado e traído pela mulher que amava, mas desde quando Deus liga para essas coisas? Em Sua infinita vaidade, não admite ser contrariado de forma alguma, e reage da forma mais cruel. Então, na hora em que Sansão mais precisou, não teve Espírito de Deus para se apossar dele, e o pobre coitado foi capturado pelos filisteus. Eles furaram seus olhos, prenderam-no com correntes de bronze e o levaram para uma prisão em Gaza, onde trabalhava virando um moinho. Não, não se transformando num moinho, que ele era Sansão e não um dos Super Gêmeos. Bah, vocês entenderam: ele passava os dias andando em círculos, empurrando a pedra do moinho, cego, acorrentado e abandonado pelo mesmo Deus que pouco tempo antes cavara um poço para ele.
Para comemorarem a captura de seu maior inimigo, os filisteus organizaram uma festa, na qual ofereceriam um grande sacrifício a seu deus, Dagom. O templo estava cheio, os cinco governadores da Filistia estavam presentes, e havia no terraço cerca de três mil pessoas. Todos estavam felizes, e improvisavam sansões sobre a derrota de Canção, ou melhor, canções sobre a derrota de Sansão. No meio da celebração, alguém teve a idéia:
— Ei! Por que não trazem Sansão pra cá? A gente pode se divertir um pouco…
A proposta foi prontamente aceita, e Sansão foi trazido do cárcere. Foi espezinhado e humilhado no meio da multidão, e os filisteus soltavam hurros de júbilo. Ali estava o flagelo da Filistia, o israelita que matara tantos filisteus e causara grandes prejuízos a seu país, agora reduzido a um farrapo, fraco, de olhos vazados, sem reagir de forma alguma às provocações que lhe eram dirigidas.
Depois de muito se divertirem às custas de Sansão, os filisteus o colocaram entre as colunas principais do templo, de onde podia ser visto por todos os presentes. Só nesse momento Sansão pareceu ter tomado consciência do que acontecia. Aproximando-se do garoto que o guiava pela mão, pediu:
— Por favor, deixe que eu me encoste nas colunas do templo. Estou muito cansado.
O rapaz atendeu a seu pedido, e o orientou de tal forma que pudesse apoiar o corpo numa das colunas. Tendo chegado aonde queria, Sansão falou com Javé pela última vez:
— Deus, você me abandonou e isso não se faz. Nunca estive tão fodido em toda minha vida. Só que o ódio que eu sinto dos filisteus é hoje maior do que nunca. Então eu lhe peço que me dê forças pela última vez, para que eu me vingue dessa raça por ter furado meus olhos. — e então, apoiando a mão direita numa das colunas e a esquerda na outra, começou a empurrar e gritou: — EU MORRO, MAS LEVO ESSES FILHOS-DA-PUTA COMIGO!
Em seguida, empurrou com toda a força que tinha, e as colunas cederam. Sem sustentação, o Templo de Dagom ruiu. Os filisteus entraram em desespero, mas não tinham para onde correr. O pânico dominou a todos, a multidão tentou correr para a saída (acho não havia saídas de emergência no Templo de Dagom), e muitos morreram pisoteados no meio da correria. Ao final, foram todos soterrados pelos escombros do templo. Sansão matou mais gente do que nunca nesse dia, com o sacrifício da própria vida.
A família de Sansão foi até Gaza para pegar seu corpo, que foi sepultado em Zora, no túmulo de Manoá, seu pai. Sansão foi juiz em Israel por vinte anos.

Cena do Filme Samson and Delilah (1949), de Cecil B. DeMille,
com Hedy Lamarr e Victor Mature

13 comments

  1. Lembrei daquele episódio do Chapolin que tinha um arqueólogo (que era interpretado pelo seu Madruga), que tinha achado a peruca de Sansão. Durante o episódio a secretária do arqueólogo (Dna. Florinda) e o próprio Chapolin, usam a peruca para testar a força do Sansão.

  2. O que realmente quer dizer “juiz”?
    Veja, o Sansão não mandava nos israelitas, mandava? A única vez que ele deparou com um bando de israelitas foi quando eles venderam Sansão aos Filisteus.
    Então ele não governou os judeus, nem os chefiou…
    Não sei não, acho que o conceito de “juiz” naquele tempo era mais elástico do que parece. Se for verdade que ele foi juiz por 20 anos, então acho que o termo “juiz” também quer dizer “maior herói de um povo”, além de lider, dirigente político. Administrador, o Sansão não foi.

  3. Hômi fortão acorrentado empurrando um moinho…. Taí!!! Plagiaram o filme do Conan, tô dizendo!! Sansão foi inspirado no Conan: saradão, cabeludão, invencíver, etc, etc!!!
    E Dagom era o nome do deus-monstro do filme “Conan o Destruidor”!!!
    Colunas ruindo, gente soterrada… já sei onde o Bin Laden se inspirou.

  4. “abitantes” foi dose. muito bom o blog, tenho um blog religioso tb, mas esse com linguagens modernas é muito mais atrativo, mas não tenho coragem de fazê-lo. haha. parabéns

Deixe uma resposta para Apollyon Cancelar resposta