Tradução

Se alguém puder traduzir o trecho de ópera que eu botei de epígrafe no último post, ficarei imensamente grato. Encontrei uma tradução para o inglês, mas muito mal feita.

Muito obrigado a todos. Não sabia que tinha tantos leitores fluentes em francês.

31 comments

  1. “Meu coração se abre à tua voz
    como se abrem as flores
    aos beijos da aurora.
    Mas, meu bem-amado
    para melhor secar minhas lágrimas
    Que tua voz fale ainda
    Diga-me que à Dalila você retorna para jamais
    Rejeitar a minha ternura
    As juras de outrora
    Estas juras que eu amava
    Ah, responda à minha ternura
    Derrame sobre mim, derrame sobre mim esse veneno
    Responda à minha ternura
    Samsão, Sansão, eu te amo…”
    (tenho dúvidas sobre “Redis” e “Ivresse”… tô sem meu Le Petit Robert de Poche aqui. Em casa eu vejo.)

  2. Hã… corrigindo:
    “ivre” é bêbado. Portanto, “ivresse” é EMBRIAGUEZ.
    Então onde se lê “verse-moi l’ivresse”, leia-se “derrame sobre mim (ou em mim) esta embriaguez”.

  3. Deve ser algo mais ou menos assim:
    Meu coração se abre à tua voz
    Como se abrem as flores
    Aos beijos da aurora.
    Mas, ó meu bem-amado,
    para secar minhas lágrimas
    Que tua voz diga novamente
    Diga-me que voltarás para Dalila
    Para jamais repetir ao meu bem-querer
    As promessas do passado
    Essas promessas que não são mais
    Ah, responda ao meu querer
    Conte-me, conte-me o torpor
    Responda ao meu querer
    Sansão, Sansão, te amo…

  4. Deve ser algo mais ou menos assim:
    Meu coração se abre à tua voz
    como se abrem as flores
    aos beijos da aurora
    Mas, ó meu bem-amado,
    para secar minhas lágrimas
    Que tua voz diga novamente
    Diga-me que voltarás para Dalila
    Para jamais repetir ao meu bem-querer
    As promessas do passado
    Aquelas que não são mais
    Ah, responda ao meu querer
    Conte-me, conte-me o torpor
    Responda ao meu querer
    Sansão, Sansão, te amo…

  5. Caro chicoteia… talvez a tradução que você pegou, em inglês, seja essa:
    “My heart opens up to your voice
    as open up the flowers
    To the kissings of the dawn
    But, oh my beloved,
    to dry my tears better
    That your voice speaks again
    Say me that Dalila has you come back forever
    Retell has my tenderness
    The oaths of once
    These oaths that I liked
    Ah, answer has my tenderness
    Pour me, pour me the drunkenness
    Answer has my tenderness
    Samson, Samson, I love you…..”
    De inglês prá português, cada um que se vire!
    [ ]’s

  6. minha amiga vai olhar e eu te mandomas é meio assim ó…
    Mon coeur s’ouvre à ta voix – meu coração se abre a sua voz
    comme s’ouvrent les fleurs – como se abrem as flores
    Aux baisers de l’aurore – ao “baixar” da aurora
    Mais, o mon bien-aime, – mas, o meu bem-amado,
    pour mieux secher mes pleurs – para melhor secar meu pranto,
    Que ta voix parle encore – que tua voz fale ainda
    Dis-moi qu’a Dalila tu reviens pour jamais – Diz pra mim … Dalila tu retornas para jamais
    Redis a ma tendresse – … a minha ternura
    Les serments d’autrefois – os juramentos de antigamente
    Ces serments que j’aimais – Os juramentos que amei
    Ah, reponds a ma tendresse – Ah, responda à minha ternura
    Verse-moi, verse-moi l’ivresse –despeje-me a embriaguez
    Reponds a ma tendresse – responda a minha ternura
    Samson, Samson, je t’aime….. – Samson, Samson, eu te amo

  7. Caramba…..acho que eu nunca rí tanto de algum texto bíblico!!! A história do “Espírito de Deus” é ótima….muito bom. Parabéns. Olha, eu não faço a mínima idéia de como fica isso em português…..se fosse em inglês seria outra coisa,mas como já tem os dois, ignore esse comentário. Ah, e eu irei na festa do Chicoteia!

  8. bom, já falei pro marco no icq mas repito aqui o que acho mais lindo… (tive ajuda de dois colegas tradutores, também – Ivone e Alain. foi uma bela discussão sobre tradução de poesia!)
    *
    Verser tem várias traduções. Aí estaria para derramar, verter, instilar, inundar e coisas do gênero. Tradução ao pé da letra? Verte em mim a embriaguez. Uma tradução poética? Uma tradução simples: banha-me de embriaguez, inunda-me de embriaguez, ou algo melhor que talvez só me chegue de madrugada. 😉 Na verdade, existe aí uma metonímia. Verser é servir. Verser du vin, é servir vinho, verter vinho. Então verser du vin é algo que provoca ivresse; verse moi l’ivresse dá um salto metonímico de algo que é “versé” e provoca “ivresse” para a própria “ivresse”.
    *
    e tem o sentido amplamente erótico, também, já que *literalmente*, “verser” = verter/servir, “ivresse” =
    ebriedade/embriaguez.
    Este estado de euforia não se limita aos efeitos da bebdida, mesmo se o
    “verser” quer nos induzir a esta interpretação. A velocidade, o amor, e
    até mesmo os “esportes “radicais” promovem esta sensação.
    *
    Um dos possivés uso de “ivresse” (Fonte: Le petit Robert):
    “2¨ État d’une personne transportée, vivement émue. L’ivresse de l’amour…”
    (pois é, “transport”, em francês, também comporta essa noção de emoção
    viva, apaixonada)
    *
    Por outro lado, existe também uma outra interpretação possível, muito
    mais física, mas que não excluo. Basta dizer que o francês fala em
    “liqueur séminale”…

  9. Caracas!!! Quando “pensei” em abrir o Google para procurar a tradução, percebi que uns quantos já haviam pensado o mesmo bem antes de mim. Droga… Quando surge a oportunidade de impressionar alguém, chego atrasado. Assim eu nunca vou conseguir comer ninguém…

  10. em inglês fica mais ou menos assim
    I left alone my mind was blank
    I needed time to get the memories from my mind
    What did I see can I believe that what I saw
    that night was real and not just fantasy
    Just what I saw in my old dreams were they
    reflections of my warped mind staring back at me
    Cos in my dreams it’s always there the evil face that twists my mind
    and brings me to despair
    The night was black was no use holding back
    Cos I just had to see was someone watching me
    In the mist dark figures move and twist
    was all this for real or some kind of hell
    666 the Number of the Beast
    Hell and fire was spawned to be released
    Torches blazed and sacred chants were praised
    as they start to cry hands held to the sky
    In the night the fires burning bright
    the ritual has begun Satan’s work is done
    666 the Number of the Beast
    Sacrifice is going on tonight
    This can’t go on I must inform the law
    Can this still be real or some crazy dream
    but I feel drawn towards the evil chanting hordes
    they seem to mesmerise me…can’t avoid their eyes
    666 the Number of the Beast
    666 the one for you and me
    I’m coming back I will return
    And I’ll possess your body and I’ll make you burn
    I have the fire I have the force
    I have the power to make my evil take its course

  11. Querido Marco Aurélio,
    Por um acaso você estava ontem (21/01) no Shopping Metrô Santa Cruz, assistido ao filme 21 Gramas na sala 4 , às 20h10. Eu tenho certeza que era você. Ou será que eu estava tendo visões?? Vixi! Agora fiquei preocupada…

  12. A tradução mais correta é uma coisa assim:
    “E roncou uma semana
    Despertou mal-humorado
    Quis brigar comigo
    Que perigo, mas não ligo!
    O meu pedaço me domina
    Me fascina, ele é o tal
    Por isso não levo mal
    Pegou a camisa, a camisa amarela
    E botou fogo nela
    Gosto dele assim
    Passada a brincadeira
    E ele é pra mim
    Meu Sinhô do Bonfim”

  13. Desculpa dizer, mas nem precisa ser muito fluente pra traduzir aquele texto não, ainda mais do jeito que uns traduziram aí…anyway, bom que as pessoas estavam dispostas a ajudar, no final tem uams traduções boas, sim. Ia traduzir, mas já tem um monte aí em cima…

Deixe uma resposta para santissima Cancelar resposta