O retorno

Fui ao fumódromo para ficar olhando um pouco pela janela e pensando na vida. Como era de se esperar, depois de alguns minutos ele veio se aproximando com seu típico vôo circular.
— E aê, mané.
— E aê.
— Me arruma um cigarro aí. Qual cê tá fumando agora?
— Tô fumando nenhum não.
— Como, não tá fumando? O que tá fazendo no fumódromo?
— Só olhando a paisagem.
— Bela paisagem para se olhar… Pára de brincadeira, me arruma logo um cigarro.
— Já disse que não tenho cigarro. Parei de fumar.
— Parou por quê? Porque faz mal?
— Também. Mas é que uma garota me pediu para parar.
— E foi só ela pedir e você parou?
— Hum… Mais ou menos. Ela disse que se eu fumasse um cigarro teria hemorróidas. E se fumasse mais que um seria estuprado por cangurus.
— Urubus?
— Cangurus.
— Que pena. Mas e aê, essa mina? Tá pegando?
— Porra, que linguagem é essa?
— Sem frescura, estamos só nós dois aqui. Tá pegando ou não?
— Não.
— Se não tá pegando, porque quer agradá-la tanto?
— Acho que o relacionamento entre pessoas é um pouco mais complexo do que entre urubus.
— E daí? Só demonstra mais uma vez a fraqueza de vocês. Primeiro ritualizaram o simples ato de comer. Depois o sexo. Inventaram todo esse negócio de amor, namoro, noivado, casamento, família, divórcio, comunhão ou separação de bens, padre, juiz, alianças, certidão, padrinhos, festa, bolo, buquê, gravata picotada, e tudo isso pra quê? Meramente para justificar e ao mesmo tempo camuflar o desejo natural. Vocês são muito estranhos. Têm vergonha do que é natural mas não tem pudor nenhum de se matarem uns aos outros, de destruírem o planeta, de infernizarem a vida de tudo quanto é vivo. Parasitas nojentos…
— Cê tá mal humorado hoje.
— Dormi mal esta noite. E nem sequer tenho um cigarrinho para fumar. Bah, vou-me embora.
E voou na direção da Hípica.

24 comments

  1. Putz, outro dia um urubu pousou na minha janela (moro no 16º andar), foi rápido… fiquei horas pensando no significado disso, depois resolvi lavar meu tênis…

  2. Isso me fez pensar por um momento na essência do urubu: um ser ladeado por acepipes deglutidos em pitéis lisonjeantes e ao mesmo tempo enigmáticos. Contrasta-se a isso o deliberativo stauts-quo de facetas inóspitas que fogem ao processamento dos circuitos cerebrais humanos, transitórios entre seu consciente e seu subconsciente. Uma coisa tipo assim… aviquilínea. Entendeu?

  3. eu tenho uma casa no campo, ñ isso ñ é uma música, eu tenho mesmo, e de frente para a casa existe um bosque de eucalípitos, lá, em um deles num galho grande e seco ficam sempre 2 urubus, desde que me conheço por gente eles ficam lá. Não fazem nada, as vezes passam hóras empuleirados olhando, papeando, relaxando, sei lá.
    Qual a espectatíva de vida de uma ave como esta?
    uns 20 anos? muito né?!
    Pq desconfio que aqueles já sejam os herdeiros do puleiro…
    abriu o tempo, bom isso, não?!

  4. Urubus… seres estranhos… é a palavra que eu sempre utilizava no jogo “Forca”… o pesosal demorava para acertar… não sei poque. Nem sei o que isso tem a ver… bjos

  5. Finalmente o Urubu não tirou um sarro da sua cara!
    Mas, se o Urubu é você mesmo, seria então uma espécie de complexo de inferioridade? Que está se desvanecendo? Então, parabéns, Marco!
    Qualquer dia desses, o Urubu chega chorando na janela, pedindo ajuda…

  6. Esse “Que pena” foi ótimo.
    Quanto aos rituais ele tem razão.Mas todas as espécies tem seus rituais também.Somos mais complexos por influencias sociais, religiosas, politicas,culturais e impulsos subjetivos, ou seja, por tudo aquilo que forma o nosso trajeto antropológico.
    Já a Urubulogia mostra constantes provas do florescimento espiritual que suas tradições trazem para os dias atuais baseados na lei do mito do eterno retorno.” A natureza dos urubus é idêntica:são os costumes que os separam” Confúcio(551-478 a.C)

  7. Existem pessoas que chegam ao fim da vida sem ter encontrado a pessoa de suas vidas? Que passam pela vida emocional de outras pessoas sem terem sido o principal destaque destas? Pessoas que serão lembradas por algo que escreveram, que fizeram, mas nunca pelo seu amor? Á medida que envelheço, sem ainda ter encontrado ess ealguém, começo a me preocupar com esta possibilidade… e você?

Deixe uma resposta para moskito Cancelar resposta